Entenda a importância da contabilidade para o controle patrimonial da sua empresa

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Quanto dinheiro tem no caixa da sua empresa? Quantas das suas vendas são feitas à vista e quantas são pagas a prazo? E o seu estoque, atende às suas necessidades? Se você não sabe responder a essas perguntas, é bem possível que tenha se perdido em meio a dados mais urgentes, como lucratividade, produtividade e prazos de entrega, descuidando-se de um dos pontos mais importantes na gestão de uma empresa: o controle patrimonial. Mas o que é o controle patrimonial e como a contabilidade pode ajudar? Pois continue lendo para conferir as respostas!

O que é controle patrimonial?

O patrimônio engloba todos os bens, direitos e as obrigações de uma empresa. Aí entram o dinheiro da empresa, suas dívidas, seus móveis, seus direitos autorais e muito mais. O controle patrimonial nada mais é, então, do que um registro e uma administração detalhadas de todos esses bens, para gerar informações precisas para a tomada de decisão. E a função de administrar esses bens recai justamente sobre o contador.

Como é feito o controle patrimonial?

O balanço patrimonial é uma das demonstrações contábeis — relatórios elaborados com base nos registros financeiros da empresa — mais importantes, constituindo-se como uma grande ferramenta na administração do patrimônio. Isso sem contar que é uma das demonstrações obrigatórias pela Lei 6.404-76.

O balanço é uma demonstração simples: do lado esquerdo ficam registrados os ativos da empresa enquanto do lado direito entram os passivos e o patrimônio líquido. De forma geral, os ativos são os bens e direitos de uma entidade. Para ser considerado ativo, é necessário atender a três requisitos:

  • Ser de propriedade ou estar sob os cuidados da empresa;
  • Ter valor mensurável;
  • Trazer benefícios presentes ou futuros.

Os bens são organizados no balanço em ordem de liquidez — ou seja, o que vai se transformar em dinheiro mais rapidamente — decrescente, do item de maior liquidez para o de menor. Já os passivos são compostos pelas obrigações da empresa, como pagamento de empréstimos, funcionários, fornecedores, entre outros. No balanço, eles são organizados por ordem de exigibilidade também decrescente, do item de pagamento mais urgente para o menos urgente. O patrimônio líquido, por sua vez, é a diferença entre os ativos e os passivos.

Qual a importância da atualização do balanço patrimonial?

Um bom controle patrimonial é peça-chave para entender o desenvolvimento de uma empresa e traz muitos benefícios. Além de gerar dados para que as tomadas de decisão sejam mais precisas, ele também permite identificar possíveis falhas, evitando o desvio e o roubo de bens. O controle patrimonial também auxilia no cálculo de impostos, sendo de vital importância em caso de auditorias externas e essencial caso a empresa deseje obter um certificado ISO 9000, por exemplo.

E onde entra a contabilidade nisso tudo?

O profissional habilitado para fazer o balanço patrimonial, assim como todas as demonstrações contábeis, é o contabilista. Muito mais do que somente calcular impostos e folhas de pagamento, esse profissional traz muitos benefícios à empresa, como a elaboração de dados e informações confiáveis e até mesmo o auxílio na gestão — além, é claro, de todas as vantagens trazidas por um balanço patrimonial bem feito.

Ficou alguma dúvida sobre a importância do controle patrimonial e da contabilidade para a sua empresa? Mande-a aqui nos comentários e continue acompanhando nosso blog para ficar de olho nas novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Cadastre-se e receba

A DECISIVA ASSESSORIA E CONSULTORIA CONTÁBIL
ajuda a subir os outros degraus da escada para o sucesso! Inscreva-se na nossa newsletter e receba o conteúdo exclusivo que separamos para você!
Recomendado só para você!
Considerada uma das mais cansativas e complicadas rotinas administrativas, o…