Gestão de estoque: entenda sua importância

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Muitas pessoas consideram a gestão de estoque uma área totalmente operacional, gerida pelo setor de logística, e que não tem influência em outros departamentos. Entretanto, esse é um grande erro. No artigo de hoje, falaremos sobre a importância da gestão de estoque para as empresas e porque ela deve ser bem controlada. Continue lendo e saiba mais:

Maior controle sobre o investimento do capital de giro

Parte do capital de giro de sua empresa é usado na aquisição de novas mercadorias para compor o estoque. Portanto, podemos dizer que estoque parado é sinônimo de dinheiro parado. Da mesma forma, pode-se afirmar que qualquer perda que ocorra no estoque — seja por extravios, furtos, perecibilidade ou obsolescência — também caracteriza perda de capital.

A gestão de estoque, portanto, é necessária para que não haja um gasto maior do que o necessário com mercadorias e nem prejuízos decorrentes de perdas. Através dela, é possível controlar as quantidades, as validades e as perdas de materiais.

Controle mais rigoroso sobre os itens

É por meio da gestão de estoque que existe controle a respeito de entradas e saídas de materiais (as compras e as vendas), que são realizados os inventários dos itens (que permitem contar, conferir e avaliar a conformidade do estoque físico com o estoque disponível nos controles) e que são avaliados os níveis de estoque, analisando a necessidade de reposição ou de maior atenção sobre determinado item.

Comunicação com outras áreas da empresa

Outro ponto que uma gestão de estoques organizada e eficiente proporciona é a integração com outras áreas da empresa. Sendo assim, é possível acompanhar junto ao setor de vendas qual será a previsão de demanda para os próximos períodos e controlar os níveis de estoque para repassar as informações ao setor de compras a respeito do que deve ser comprado, em quais quantidades e em quais períodos, por exemplo.

Além disso, essa comunicação também pode ser utilizada para informar ao setor de vendas a necessidade de vender algum item que está próximo de ter sua validade expirada, ou então de se tornar obsoleto, o que ajuda a evitar perdas no estoque.

Melhoria nos resultados

Uma gestão de estoque eficiente, além de proporcionar todos esses benefícios, preocupa-se em realizar controles, gerar relatórios e avaliar os resultados obtidos. Tudo isso fornece um grande volume de dados para que os gestores possam avaliar quais falhas ocorrem, quais são suas causas e redirecionar o planejamento, criando planos de ação que visam a eliminar ou minimizar os impactos desses problemas.

A gestão de estoque não se limita a receber, armazenar e expedir as mercadorias da empresa. Uma gestão eficiente vai muito além de processos operacionais e envolvem outras áreas, bem como maior controle e acompanhamento e a adoção de ações que visam sempre a aprimorar os resultados. Portanto, ela não deve ser negligenciada e o ideal é que os gestores busquem melhorar ainda mais seu gerenciamento.

Sua empresa já realiza uma gestão de estoque eficiente? Existe algum controle que ajuda a entender os resultados e criar ações de melhorias? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários e participe da conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Cadastre-se e receba

A DECISIVA ASSESSORIA E CONSULTORIA CONTÁBIL
ajuda a subir os outros degraus da escada para o sucesso! Inscreva-se na nossa newsletter e receba o conteúdo exclusivo que separamos para você!
Recomendado só para você!
O capital de giro nada mais é que o recurso…